Crônicas

Taylor Swift, Calvin Harris e a arte de terminar um relacionamento na era digital

Imagino que deve ter sido doloroso para Calvin Harris ter descoberto que a sua ex-namorada de apenas duas semanas já está envolvida sexualmente com outro e pior, a internet guarda provas de que ela já estava “envolvida” antes mesmo de terminar o namoro.

Há seis semanas, Carlos Souza, um embaixador brasileiro da marca Valentino, postou em seu Instagram um vídeo de Taylor Swift e Tom Hiddleston “quebrando tudo” numa pista de dança. Calvin não aparece no vídeo. Até a finalização desse texto, o vídeo teve 32.7k de visualizações.

Não há prova de fidelidade, apenas de infidelidade. E a internet está aí para aguçar o ciúme e a curiosidade alheia. Uma pessoa verdadeiramente ciumenta não iria se satisfazer até encontrar a prova cabal de que foi traída, em um mundo em que todos carregam uma câmera fotográfica e uma plataforma de divulgação no bolso. A dor prazerosa de ter a sua suspeita confirmada é especialmente interessante, porque quando ela vem, ela vem em público.

A prova ocular saiu nessa quinta-feira, 16 de junho, em fotos publicadas em tabloides e na internet: Taylor e Tom se beijando em meio às pedras de Rhode Island. Você provavelmente leu que o tweet anunciando a separação publicado por Calvin Harris que dizia “what remains is a huge amount of love and respect” foi apagado, assim como todas as fotos dele e de Taylor publicadas em suas redes sociais. Ele também deixou de seguir a ex.

Mas o vídeo de Carlos Souza ainda está online, mostrando tudo o que Calvin não viu no que ele viu.

Nós, que apenas assistimos ao desenrolar do relacionamento, nos identificamos com uma ou mais peças da história. Deletar ou publicar fotos na internet enquanto se está apaixonado significa muito mais do que apenas uma atualização de status. Quando no início de uma relação, estamos tão empolgados e felizes que não resistimos em publicar pelo menos uma foto com o parceiro/a nas redes sociais.

Jantares românticos, presentes, viagens juntos, etc. Tudo serve como motivo de documentação desse amor e, quem sabe, ganhar alguns likes. É importante para a maioria das pessoas, até para validar se a relação que estão tendo é aceitável pelo próprio círculo de amigos.

Deletar essa documentação demonstra uma tristeza tão sentida quanto a felicidade que houve um dia. Calvin Harris provavelmente está tão magoado e irritado a ponto de querer esquecer e não ser lembrado de todo o relacionamento, das demonstrações de amor que deu. Infelizmente as imagens do que viveu com Taylor ainda vão reverberar na internet por muito tempo.

Segundo a escritora e pesquisadora Moira Weigel, a emoção de compartilhar parte de nossa vida na internet, que antes era guardada para os relacionamentos mais próximos, vem da nossa vontade de exposição. Somos uma espécie de contato, e os próprios meios de comunicação social investem nesse apelo (muitas vezes sexual) como forma de convencer novos usuários. Basta pensar o quão excitante é receber notificações de novos likes.

Mas precisamos ter em mente: relacionamentos podem acabar, mas Facebook detém suas informações para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *