Marketing digital

O “horário nobre” da Internet, e por que ele não importa

Muito pouco do que as marcas publicam nas redes sociais atingem de forma orgânica os usuários. As plataformas do Facebook e Instagram, por exemplo, escolhem o que cada usuário vê com base em algorítimos que “entendem” seus gostos pessoais. O Twitter recentemente lançou uma ferramenta que mostra tweets retroativos de perfis mais “próximos” ao feed, tudo para tornar o uso das redes mais “agradáveis”. O que nos faz lembrar que o tempo da internet não é linear, ele se modifica de acordo com a vontade de usuário.

Mas a internet também tem um “horário nobre”. Nessa semana a ferramenta de monitoramento de redes sociais Scup mostrou quais os momentos do dia e da semana em que mais pessoas estavam online ao mesmo tempo. O estudo coletou mais de 160 milhões de menções das redes Facebook, Twitter e Instagram, durante todo o ano de 2015.

Os gráficos de cada rede

No Facebook, os dias mais populosos estão no meio da semana, de terça a quinta-feira. Já o horário em que mais gente está online é às 11h da manhã, com maior ou menor queda até o fim do dia. Veja o gráfico.

Screenshot_1

Os dias em que mais usuários participam no Twitter também são quarta e quinta-feira, mas o que diferencia essa das outras redes sociais é o horário de pico, a partir das 22h da noite. Veja o gráfico.

Screenshot_2

Já o Instagram é a rede que mais se mantém estável em todos os dias da semana, com variações de até 2%. O mesmo acontece com o horário mais populoso, que se dá desde o meio dia às 23h da noite. Veja o gráfico.

Screenshot_3

O interessante dessa pesquisa é que ela também mostra em qual horário cada setor do comércio brasileiro tem mais audiência, o que ajuda a entender qual o perfil desse consumidor e quando há maior aceitação da marca. Além das redes mais utilizadas para cada segmento.

Screenshot_4

Porém, por mais que tenhamos uma grande quantidade de dados disponíveis sobre os hábitos da internet, não existe fórmula certa para definir horários e quantidade de posts. O segredo está em testar e analisar a resposta do público e criar uma versão própria de horário nobre.

Lembrando sempre que, apesar de seguir um padrão, o usuário pode mudar de comportamento rapidamente por influência de fatores externos como um evento ou uma publicação compartilhada. É dever das marcas ficarem atentas ao que pode ser de interesse do público target.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *