Contos

Quando Watson seguiu em frente

Em determinado momento das histórias de Conan Doyle, Watson sai do apartamento 221 B na Baker Street para se casar com a noiva Mary, e nesses dias me peguei pensando, esse deve ter sido um momento bastante sofrido para Sherlock. Fico tentando imaginar como lidou com a mudança que estava por vir. Aposto que passou dias criando armadilhas por todo apartamento como forma de se vingar do abandono do amigo, que queria seguir a vida sem a sua presença diária em benefício da nova esposa.

Na minha cabeça, Sherlock passou dias escondendo pertences de Watson, sempre que pensava no que estaria por vir. Certa feita o médico passou horas procurando pela escova de dentes para encontrar, finalmente, muito depois da hora de dormir, dentro de uma botina que fedia a chulé. Outra vez se cansou de buscar por sua caneta preferida para terminar uma história e só foi encontrá-la dois dias depois mergulhada num copo de água que guardava a dentadura de Mrs. Hudson. Me divirto assim com essas pirraças que associo à personalidade do investigador quando ele se sentia contrariado.

Provavelmente Watson entendia que o companheiro não fazia por mal, e poderia até rir caso não estivesse tão zangado com a situação. Essa era também uma forma de perceber que Sherlock estava sim sentindo a partida do amigo, mesmo que negasse a importância. Sherlock, a partir de então, se viria sozinho naquele apartamento vazio e silencioso, enquanto Watson seguiria melhor acompanhado e muito feliz, quem sabe, por toda sua vida.

Ao mesmo tempo, o detetive entendia que a mudança na vida dos dois seria apenas física, pois a amizade continuaria. A felicidade do amigo era motivo suficiente para que Sherlock entendesse e apoiasse aquela “separação”. Assim era a vida. Sherlock passaria alguns dias em casa sem nenhum contato com o mundo exterior, porque não suportaria ninguém naquele momento, mas depois a ordem seguiria o caos e se instalaria novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *