Crônicas

Catarse

As vezes a vida não deixa que sigamos à diante. As vezes não é culpa de ninguém que você não está conseguindo aquele emprego que tanto almeja, aquele dinheiro que vai te livrar de todos os problemas, aquele bebê que tanto deseja. Enquanto você sente medo de se jogar em alguma empreitada que pode te levar a conseguir o seu propósito, você não vai conseguir. Porque medo não é combustível.

O medo é o que nos freia de sair da nossa zona de conforto e conseguir o que queremos. A falta de tempo para trabalhar no que se sonha, esconde o medo de fazer o que se sonha e não ter sucesso. O medo de quebrar a prisão de depender do dinheiro dos esconde a insegurança de não saber se vai conseguir se manter sozinho. O medo de perder a liberdade de não ter uma criança impede que você falhe em sustentar outra vida além de si.

Mas há momentos em que estamos tão putos com o que nos limita que desapegamos do nosso conforto. É que na vida é preciso crescer, expandir, desenvolver e o medo não nos deixa. Então quando a bolha em que a gente vive não nos cabe mais, a raiva de não conseguir o que se quer vai nos livrar do medo, para o bem ou para o mal, e de alguma forma, se livrar daquilo será um avanço. A raiva é combustível, e quando a gente menos perceber a gente estará andando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *