Inspire pessoas

Bom para o fim de semana

Não me canso de me queixar do mês de agosto, não apenas porque lhe cabem mais semanas nos dias do que é possível suportar, mas também porque setembro traz o meu aniversário e todos os presentes e comemorações que lhe são devidas. Mas semana que vem o #BPFDS já será o primeiro dia de setembro e todo esse amargor terá ido embora.

Enquanto isso, nessa edição do #BPFDS trago um texto maravilhoso e aberto da escritora de life style Garance Doré sobre a sua tentativa tardia de maternidade e como sobreviver a impossibilidade de ter um filho, dicas para criar hábitos financeiros que nos ajudem num futuro de sucesso, além de um especial sobre Carlos Drummond de Andrade — o cronista que me fez entender o que eu queria (tentar) fazer da vida.

Hábitos financeiros para um futuro de sucesso

2017 tem sido um ano em que eu tenho dado mais valor ao meu rico dinheirinho. Não que esteja faltando, mas estou aproveitando ele de diversas formas, inclusive pagando contas e fazendo uma previdência. Por isso presto atenção em qualquer texto que me ajude nessa missão. Esse do The Everygirl dá algumas dicas de hábitos para desenvolver ainda nos 20s. Mas serve para quem quiser começar em qualquer idade.

Carlos Drummond de Andrade (especial)

A Folha fez um especial de Carlos Drummond de Andrade em homenagem aos 30 anos de sua morte, e fala sobre as estátuas e histórias que a permeiam. Começando pela mais famosa delas, situada na avenida Oceânica, no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. O aniversário foi semana passada, mas sempre é tempo de reler o autor.

Late Bloomer

Garance Doré é uma francesa que vive nos Estados Unidos e é dona de um portal de inspirações femininas e escritora do best-seller Love Style Life. Qual não foi a minha surpresa quando vi um texto dela na Lenny Letter falando sobre a sua vontade tardia de ter filhos, seu tratamento de gravidez mau sucedido e a descoberta de um preenchimento pessoal enquanto se recuperava de tudo. Uma carta aberta bastante tocante e inspiradora. Vale os 10 minutos de leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *